top of page
  • Foto do escritorÍtalo Matos Gomide

Desmembrando a estrutura das tramas “Jornada do Herói"

Atualizado: 11 de jul. de 2023

Artigo escrito originalmente por Kristen Kieffer

Em 1949, o mitologista Josepg Campbell publicou “The Hero With a Thousand Faces” (em tradução literal, O Herói De Mil Faces). O livro expõe a estrutura das jornadas que o arquétipo do herói experimenta nos mitos ao redor do mundo.

Essa estrutura tornou-se conhecida como monomito, ou Jornada do Herói, e tem servido desde então como a estrutura por trás de muitos livros de ficção especulativa e filmes populares, incluindo Star Wars, Harry Potter e a Pedra Filosofal, Jogos Vorazes, O Jogo do Exterminador e O Senhor dos Anéis.

Por padrão, a Jornada do Herói narra um Escolhido, um personagem unicamente responsável pelo destino de um grupo em face de um grande perigo. Esse Escolhido normalmente possui um traço, característica ou habilidade que dá ênfase à sua importância. Exemplos comuns são:

  • Luke Skywalker, cuja habilidade no uso da Força o ajuda a salvar a galáxia em Star Wars;

  • Katniss Everdeen, cujas habilidade na arquearia, independência impetuosa e compaixão fora do comum fazem dela a imagem perfeita para a rebelião em Jogos Vorazes;

  • Aragorn, cujo destino como um descendente de Isildur o permite empunhar a famosa espada de seu ancestral e convocar a ajuda dos Homens Motos de Dunharrow em O senhor dos Anéis.

O monomito é circular em estrutura, o que significa que a jornada do Escolhido tipicamente termina onde começa, ainda que a ela em si mude o Herói para sempre.

A estrutura introduz o Escolhido em seu mundo conhecido (F) antes de o convidar a um mundo desconhecido (Não familiar) rico em perigos. A jornada por esse novo mundo muitas vezes introduz o Escolhido a seu poder único. E, vez ou outra, tal jornada pode o encorajar a utilizar esse mesmo poder em novas ou cada vez mais exigentes maneiras.

Em seu núcleo, a Jornada do Herói é uma história de transformação, a qual apresenta um inerente Arco Positivo de Personagem em que vemos o Escolhido superar uma falha interna para cumprir com seu destino. Se quer escrever algo assim, então utilizar a Jornada do Herói pode te ajudar a trabalhar uma trama poderosa e em um bom ritmo.

Esboçando a Jornada do Herói

 

Muitas versões da Jornada do Herói existem, algumas mais complexas que outras. Abaixo, tracei razoavelmente uma versão básica do monomito, simplificando e ajustando alguns elementos do esboço original de Campbell para torná-lo mais claro e breve.

(Créditos da Imagem: SonataBrasil)

Sentindo O Mundo Conhecido

 

Introdução

 

A jornada do herói começa em seu mundos conhecido, lugar familiar nos qual vivem uma vida comum. Tipicamente, a introdução exibe esse herói engajado em um conflito ou atividade diária que revela a insatisfação dele com seu mundo.

Como exemplo, em Star Wars, George Lucas introduz Luke Skywalker como um fazendeiro vivendo em Tatooine, um planeta desértico e desolado. Primeiramente vemos Luke ajudando seu Tio Owen a comprar droids para a propriedade da família; embora aprendamos bem rápido que o Skywalker prefere se matricular na Academia Imperial a cuidar de suas tarefas domésticas.

Chamado à Aventura

 

O Chamado á Aventura quebra o cotidiano do herói, presenteando-o com uma (muitas vezes inesperada) oportunidade para sair de seu mundo conhecido.

Grande parte das vezes, o herói hesita em aceitar esse chamado, temendo perigos reais ou imaginários que o mundo desconhecido apresenta, considerando-se indigno da aventura ou sentindo o fardo do dever que carregam para com os mundos conhecidos.

Em alguns casos, no entanto, o herói não hesita em aceitar esse chamado, seja porque está ansioso pela aventura e estar livre das responsabilidades ou porque algo terrível estaria em risco/jogo se recusasse. me encontra os outros casos aí pra ter certeza

Exemplificando, Katniss imediatamente se voluntariou para pegar o lugar de Prim quando a escolheram para os Jogos Vorazes, isso porque Prim era jovem e despreparada para sobreviver.

Aceitando o Chamado

 

Se o herói não abraçar a aventura de uma vez, podem optar por fazê-lo após uma reflexão. Ainda assim, sempre há um evento que o pressiona a aceitar o chamado.

Isso ocorre em Star Wars quando Luke inicialmente recusa a ir com Obi-Wan ajudar a princesa Leia. Mas quando seu primo e o tio são assassinados pelo Império, o Skywalker não vê outra opção senão aceitar a proposta de Obi-Wan.

Ajuda Sobrenatural

 

Uma vez que aceita o chamado, o herói encontra (ou reencontram) um ser famoso ou de origem sobrenatural que o ajuda em sua jornada. Pegue Gandalf; Glinda, a Boa Bruxa do Sul; e Albus Dumbledore como exemplo.

Muitas vezes, esse ser “sobrenatural” irá presentear o herói com um objeto especial ou talismã (ex., Anel de Sauron) e/ou treinar o herói para usar seu poder único (ex., Yoda treinando Luke a usar Força).

Jornada em Um Mundo Desconhecido

 

Passando o Limiar da Paz

 

O limar da paz é uma porta literal ou metafórica entre o mundo pelo qual o herói deve passar para iniciar suas jornadas por águas nunca dantes navegadas. Às vezes, o herói deve completar uma missão apresentada pelo guardião do limiar da paz para seguir sua jornada

A exemplo, quando Clary Fray começa a ver um mundo invisível para outros em Cidade dos Ossos, ela se preocupa com sua sanidade. Assim fica, até que mata um demônio atacante, o guardião do limiar da paz, e o sobrenatural Jace Wayland a introduz ao mundo dos Shadowhunters.

Experimentando o Mundo Desconhecido

 

Após cruzar o limiar da paz, o herói experiencia uma série de eventos que abrem seus olhos aos perigos e maravilhas do mundo desconhecido. Enquanto podem progredir em sua jornada para bater uma meta, ainda não está engajado com o conflito principal da história ou para reivindicar seu papel na luta.

Por exemplo, quando está saindo do décimo segundo distrito, Katniss Everdeen ruma ao Capitólio, onde deve treinar para os Jogos e participar duma série de entrevistas e eventos antes de adentrar na arena.

A Barriga da Baleia

 

Logo quando os herói começa a se acostumar com o mundo desconhecido, um evento ocorre para marcar o ponto de onde não se pode retornar, solidificando a separação do herói de seu mundo conhecido e as sua disposição para as mudanças que terá.

Este momento acontece em O Senhor dos Anéis quando os Nazgûl atacam e quase matam Frodo enquanto viajava para entregar o Anel a Elrond. Entendendo o que está em risco para o Condado, Frodo se voluntaria para levar o Anel à Mordor

A Estrada da Provação

 

Para iniciar sua metamorfose, o herói experiencia uma série de provas nas quais devem encarar o perigo do mundo desconhecido. O herói tipicamente falha em uma ou mais dessas provas; mas vai eventualmente superá-las.

Por exemplo, após Luke, Han e Obi-Wan fugirem dos Stormtroopers em Mos Eisley, ambos são capturados pelo raio trator da Estrela da Morte. Quando Luke descobre que Leia está abordo dela, decide salvá-la — somente para encontrar uma série de contratempos e desentendimentos com Stormtroopers.

Defazendo o Ciclo de Morte e Renascimento

 

Aproximando da Caverna Mais Profunda

 

Para alcançar seu objetivo, o herói deve entrar no coração do mundo desconhecido: um lugar repleto de perigos e maravilhas. A abordagem dele nesta caverna mais profunda esclarecerá a verdadeira natureza da vida ou morte de sua busca, ressaltando os riscos caso não consiga atingir seu sonho/missão.

Esse momento acontece em Os Jogos Vorazes quando alguns Carreiristas perseguem Katniss até uma árvore, forçando ela a confrontar o elemento mais obscuro e verdadeiro dos Jogos: a necessidade de matar para sobreviver.

Encarando a Grande Provação

 

Após chegar no mais profundo e mórbido canto da caverna, o herói deve completar uma tarefa perigosa, como vencer uma luta, resolver um importante enigma ou encarar uma questão interna. Para sair vitorioso, deve recorrer às lições que aprenderam ao longo da jornada — e possivelmente fazer um terrível sacrifício.

Esse momento ocorre mais ou menos no meio do caminho da Jornada do Herói e serve como a morte e o renascimento dos Escolhidos (seja no sentido literal ou figurado), ponto do qual emergem com uma recém-descoberta força e determinação para alcançar seu almejado objetivo.

Katniss experimenta sua Grande Provação em Os Jogos Vorazes quando é pega em uma armadilha e fica próxima da morte. Não somente ela deve formular um plano de escapatória, mas também deve decidir se está disposta a matar para garantir sua sobrevivência.

Na última hora, Katniss derruba um ninho de vespas para distrair os outros jogadores, garantindo sua escapatória ao custo de matar dois competidores. Ela emerge dessa experiência com a determinação de minar ativamente seus concorrentes, em vez de continuar se escondendo e fugindo.

Recebendo a Recompensa

 

Se não bastasse a simples vitória, o herói muitas vezes recebe de alguma forma uma recompensa por vencer a Grande Provação, como um objeto mágico, novos apetrechos ou habilidades ou até mesmo o retorno de um aliado ou amado(a).

Em Star Wars, a recompensa de Luke é o resgate da princesa Leia e a fuga da Estrela da Morte. Em Jogos Vorazes, Katniss é recompensada com um recém-descoberto aliado, Rue, uma competidora que a ajudou a formular o plano do ninho de vespas.

O Começo do Retorno da Jornada

 

Penitência

 

Com uma grande vitória em sua bagagem, o herói se esforça para retornar a alguma versão de seu mundo conhecido. Às vezes, ainda têm que completar sua missão, mas às vezes já a finalizaram. No entanto, pela experiência de sua morte e renascimento, o herói é mudado para sempre — e reconhece que algo está errado no simples retorno.

O herói pode tentar superar esse sentimento por meio de penitência pelos erros cometidos durante a primeira metade de suas jornadas, mesmo quando renasce como herói no início de seus crescimentos.

Por exemplo, após entregar Leia à base Rebelde, Luke — para compensar sua inicial ambivalência quanto ao Império — junta-se à rebelião como piloto de caça, ansioso para participar do próximo conflito contra a Estrela da Morte.

A Ressureição

 

Por fim, o herói encontra sua batalha final contra os perigos do mundo conhecido. Seja enfrentando o vilão, um impedimento físico ou tomar uma decisão entre seus desejos egoístas e altruístas. Os riscos nunca foram tão altos.

Esse momento marca o clímax da Jornada do Herói, bem como o verdadeiro renascimento do herói. Vencendo o “mau”, o herói salva as pessoas de serem feridas e aceitam sua nova (melhores ou mudadas) identidade por completo.

Em Jogos Vorazes, Katniss experimenta a ressureição quando assassina Cato como uma forma de misericórdia e encontra um jeito para tanto ela quanto Peeta manterem suas dignidades diante das demandas do Capitólio, garantindo, assim, sua sobrevivência.

Retornando ao Mundo Conhecido

 

Tendo alcançado o objetivo final e atingido alguma forma de paz ou satisfação, o herói cruza novamente o limiar da paz, agora para seu antigo mundo conhecido. Essa sequência final afirma a necessidade da jornada do herói, mostrando como sua jornada não somente trouxe transformações internas, como também a segurança daqueles que amam.

Em alguns casos, o retorno do herói ao mundo conhecido solicita uma realização ou transformação radical nele, forçando o herói a forjarem um novo normal no qual habitarão.

Um bom exemplo nota-se considerando o retorno dos Hobbits ao Condado após a destruição do Anel de Sauron. Enquanto a jornada de Sam transformou-o em uma versão corajosa de si mesmo, levando-o a pedir Rosie em casamento, Frodo está muito traumatizado (devido à jornada) para permanecer no Condado. Ao final, pega um barco e ruma oeste a Gray Havens, onde faz uma casa para si mesmo.

A Jornada do Herói não é Estrutura de um Épico?

 

Como o evidenciado pelos exemplos incluídos nos colapsos diários, a Jornada do Herói pode ajudar escritores a construir incríveis ficções especulativas. Contudo, vale a pena notar que nem todas as histórias influenciadas pela Jornada do Herói seguem perfeitamente essa estrutura.

Os eventos de O senhor dos Anéis se alinham melhor com o monomito quando a análise é feita sobre todos os 3 livros, em vez de analisarmos apenas 1 por vez. E enquanto Star Wars: Uma nova Esperança segue a linha geral da Jornada do Herói, algumas etapas da Jornada se sobrepõem e se cruzam.

Sedo assim, é bom ver a Jornada do Herói como uma ferramenta ao invés de um método rigoroso.

A estrutura existe para adicionar forma e estabilidade às ideais de uma história, mas qualquer boa estrutura pode e deve ser ajustada conforme necessário para melhor se adequar a sua visão. Aplique esta estrutura sabiamente a sua história e você criará um romance tão épico quanto qualquer uma de suas fantasias e ficções científicas favoritas.

76 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page