top of page
  • Foto do escritorAlonso Allen

Eleceed — Uma história sobre super-humanos e gatos

Eleceed é uma webtoon de ação e comédia escrita pelo autor de Noblesse, Son Jae Ho, e ilustrado pela criadora de Girls of the Wilds, Zhena.

Essa resenha contém alguns spoilers.

A tradução da sinopse oficial coreana seria algo como:

Kaiden, um Despertado que habita um corpo de gato, e Jiwoo, um estudante do ensino médio que esconde sua habilidade. Uma dupla adorável.
Jiwoo com seus gatos
Jiwoo com seus gatos

Apesar da sinopse meia-boca, essa é uma boa e velha história coreana de murim — um mundo secreto onde existem praticantes de artes marciais que dariam inveja a qualquer atleta profissional.

O grande diferencial de Eleceed são duas coisas: A arte e os gatos.

Isso mesmo, os gatos. No começo, boa parte da temática da obra gira ao redor dos felinos. Seja em casa, onde o protagonista começa a obra com três gatos; seja na rua, onde ele alimenta e leva ao veterinário os gatos sem lar da vizinhança.

O mentor do protagonista é um dos mais fortes no mundo dos despertados, que é com eles chamam os artistas marciais que cultivam em Eleceed. Seguindo o que foi comentado antes, ele também é um gato, ou melhor, se transformou em um.

À medida que os personagens vão sendo introduzidos, o foco dos felinos — que foi usado junto com a arte para captar os leitores — vai diminuindo e a obra se transforma em um legítimo murim. Organizações de despertados disputam o poder e as pessoas mais fortes comandam tudo.

No geral, é uma boa obra. Além da arte — nessa obra, todas as pessoas são incrivelmente lindas — os personagens são a parte mais bem trabalhada. A caracterização e a relação entre eles flui bem e causa interesse por parte do leitor.

Os eventos seguem o padrão bem-sucedido das outras várias obras de Murim, mas agora em cores. Apesar disso, existem alguns problemas de planejamento aqui e ali e uma certa repetição na condução e resolução de problemas — Se o oponente é muito mais forte que o protagonista no momento, o mentor interfere e resolve o BO.

O tom mais leve, a arte colorida e as várias piadinhas auxiliam a captar pessoas que não gostariam da maioria das obras do gênero. Contudo, também se mostra um problema para avançar no enredo, onde situações não podem ficar tãoo sérias e pesadas assim.

Não me entenda mal, existe tortura, mutilação e assassinato, mas são apresentadas de uma forma mais amena para o leitor. A personalidade do protagonista, Jiwoo, auxilia nisso: ele é agradável e seu carinho com os amigos foi uma constante em todos os capítulos até o momento. assim.

A nota da obra nas plataformas varia entre 9,3 e 9,9. Considerando os pontos positivos e negativos, eu daria um oito. Vale a leitura — ainda mais se você gosta de gatos.


As opiniões contidas nesse artigo não representam necessariamente as opiniões e/ou posicionamentos da Novel Brasil.

Tags:

925 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page