top of page
  • Foto do escritorEduardo Goétia

Por quê, Por que, porque e porquê, não é tão complicado entender

Atualizado: 11 de jul. de 2023

Aí você me pergunta, por que têm tantos porquês? E eu respondo: Sei lá.


Brincadeira à parte, vou explicar o porquê disso e também como se diferencia os porquês.


Na língua portuguesa temos diversas regras e uma delas é o uso dos porquês e cada um deles deve ser usado em situações diferentes. O porquê disso é simples: maior clareza e sentido. Se todos os porquês fossem iguais, ocorreria múltiplos problemas de interpretação.


Agora vamos ao ponto principal, como se diferencia.


Por que

 

Por que separado e sem acento é usado para perguntas e também pode ser substituído por “Por qual” e suas variantes, como "Pelo qual", "Para qual" e outros.

Exemplo:

  • Por que você não assiste Anime?!

  • Esse é o motivo por que assisto animes.

Por quê

 

Por quê separado e com acento é usado no final de frases interrogativas.

Exemplo:

  • Você não gosta de animes, por quê?

Porque

 

Porque junto e sem acento é usado para frases em que você explica algo e pode ser substituído por ”pois”

Exemplo:

  • Eu odeio a Gabi porque ela matou a Sasha.

Porquê

 

Porquê junto e com acento, ditos por muitos ser o mais difícil dos porquês.


Diferente dos demais ele é um substantivo e por isso podemos colocá-lo no plural. O porquê pode ser substituído por “motivo”, “causa” e “razão.”

Exemplo:

  • Não sei dizer o porquê de gostar tanto de anime. (A razão)

  • Duvido conseguir me dizer um porquê para animes serem ruins! (Um motivo)

  • Consigo contar centenas de causas que me fazem gostar de você, mas só preciso de dois porquês para me apaixonar, seu sorriso e seu abraço. (Duas causas)

Viu? Não é tão complicado.


Agora é com você!


93 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page