top of page
  • Foto do escritorDilcelino

Sistema de Magia

Obs.: Este artigo foi escrito por Dilcelino Jr., membro ilustre da Novel Brasil. A edição e diagramação do artigo foi realizada por Safe_Project e Luiz Gê.

Alguma vez você se pegou lá, escrevendo solitariamente e pensando "Nossa, como eu queria que meus poderzinhos fizessem mais sentido..."? Então sorte sua! Está no lugar certo. Neste curto artigo nós apresentamos o seu ponto de partida para alcançar esse objetivo! Então agora que você está aí com brilho nos olhos, vamos começar.

Sobre Sistemas de Magia

 

Um sistema de magia é aquilo que "organiza" a forma como os poderes de uma história funcionam. Eles se manifestam em boa parte das novels de fantasia, principalmente do gênero Isekai. E vamos deixar uma coisa clara! Quando falamos "magia", não nos referimos apenas ao foguinho que sai da mão, água brotando do nada e brisinha que derruba copo. Neste artigo, usamos Magia para todo e qualquer tipo de evento "sobrenatural" que você possa ter em uma obra.

"Ok! Eu entendi, mas... pra quê eles existem?" Em algo bem resumido, para deixar a magia de uma história mais “crível”, digamos assim. Serve para o leitor olhar uma situação e falar: Caçambas! Faz sentido!

Desenhos animados estadunidenses, por exemplo, são "incríveis" justamente por não serem críveis. Ninguém crê que um coyote possa andar no ar e só cair quando se dar conta de onde está, por exemplo.

Criar e desenvolver um sistema de magia/poderes na obra é interessante para manter a curiosidade do leitor. Vai me dizer que nunca se pegou assistindo algo que gostava e pensou “Nossa! Mas como ele vai vencer esse inimigo sendo que o poder dele funciona de maneira X?”

Em outras palavras, a abordagem mais aprofundada de como esse fator funciona no mundo gera uma maior verossimilhança na obra, colocando o leitor para pensar nos vários tipos de desfecho que uma luta pode ter.

Agora, se você quer começar a montar um sistema interessante, é necessário que se faça essas duas perguntas:

Para Montar um Sistema

 
  1. Como a magia se manifesta e interage na realidade da história?

  2. Quais as regras que regem o uso?

1. Como a Magia funciona e interage com o mundo

 

O poder utiliza aquilo que existe no ambiente ou consegue criar substâncias do zero? Quais são os tipos de magia (caso existam)? Todos conseguem vê-la? Essas são apenas algumas perguntas que você deve fazer ao adentrar esse tipo de assunto.

Em One Piece, por exemplo, temos as tão famigeradas Frutas do Diabo, cujos poderes podem ser vistos por todo e qualquer personagem dentro da obra.

Ainda em One Piece, temos o exemplo da interação desses poderes com o mundo, visto que a habilidade dessas Frutas podem alterar drasticamente uma paisagem permanentemente.

Como o uso dessas habilidades influencia e/ou interage com o mundo? Uma chuva causada por magia em determinado local pode causar uma seca em alguma região próxima? Um poder clássico como o Punho de Fogo poderia colocar uma floresta em chamas ao invés de simplesmente “esquentar” a mão daquele que o usa?

Caso queira, o autor pode também abordar a interação desses poderes com a sociedade em si. My Hero Academia é uma ótima demonstração disso. Numa sociedade onde as pessoas desenvolveram poderes apelidados de Individualidades, surgiu a profissão de Herói para aqueles que usavam a habilidade para o bem, assim como aqueles que usavam para o mal eram chamados de Vilões.

2 - Regras de uso

 

Imagine uma batalha entre usuários de Stand, em Jojo's Bizarre Adventure. Entre os duelistas, há um que luta mano-a-mano e um a longa distância.

Hirohiko Araki, o autor da obra, explica nessas cenas que o Stand "mano-a-mano" (considere esse como o Protagonista) necessita estar a até dois metros do oponente para que possa alvejá-lo com murros. Enquanto isso, o de "longa distância" pode estar há dois quilômetros dele e ainda assim o atingir.

Com essas informações e os respectivos oponentes lutando, o leitor tende a pensar: “Mas como o protagonista vai ganhar? OH MY GOD!!" E para o desfecho já entra questões de escolha do próprio autor.

Assim, o leitor saberá que não haverá como o Stand "mano-a-mano" atingir o de "longo alcance" caso este esteja a uma distância maior que dois metros. É disso que trata a segunda pergunta: você deve regrar as magias/poderes de sua história.

Isso é interessante não só para deixar mais "compreensível" o modo de uso, mas para aumentar a tensão em uma luta. No caso da batalha de stands, aumentou-se a tensão ao dizer que o "mano-a-mano" tem um menor alcance que o inimigo.

“Como Fulano vai vencer?” Essa é a principal dúvida que o autor quer gerar ao especificar a maneira como seu sistema de poderes funciona, pois ela é um dos fatores que manterá o público engajado na leitura.

Dessa forma, você terá ao menos uma base sobre "o que é" a sua magia, podendo desenvolver outras coisas (Limitações, Fraquezas, Tipos de Poder, entre outros) através de outros estudos. A partir disso, poderá aprofundar ainda mais o seu conhecimento, deixando o sistema mais complexo crível.

Obs.: Lembrando que nem todas as obras necessitam de tamanha profundidade nos sistemas de poder, isso varia de acordo com o foco que cada autor possa ter em sua obra. Algo que deve ser julgado pelo próprio.

As técnicas aqui abordadas podem ser melhor aprofundadas com o estudo complementar sobre Tensão e Wordlbuilding, assuntos também disponíveis aqui no site.

225 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comentarios


bottom of page